Notícias

Turismo residencial de luxo: «Triângulo Dourado» é a zona mais cara do país

A Prime Yield e o International Retail Group (IRG) apresentaram esta semana o estudo «Portugal: o mercado de turismo residencial de luxo», baseado na análise dos preços de cerca de três mil imóveis, localizados em quatro zonas turísticas de luxo: Algarve, Costa Azul (Alentejo), Costa da Prata (zona Oeste) e linha de Cascais. De acordo com os resultados obtidos, a zona denominada «Triângulo Dourado» (delimitada pela Quinta do Lago, Almancil e Vale do Lobo), no Algarve, é a mais cara, com o preço médio por metro quadrado a ultrapassar os 5.000 euros.

Nesta região, o preço médio de uma moradia isolada, com cinco quartos, pode ascender aos 2,72 milhões de euros. Pelo contrário, e segundo estes dados, o preço médio mais baixo de uma residência turística neste segmento encontra-se na zona do barlavento algarvio (Lagos, Vila do Bispo, Aljezur), onde um T0 num condomínio de luxo custa, em média, «apenas» 150.000 euros. Em média, o preço mais baixo por metro quadrado pode ser encontrado na Costa da Prata no segmento de moradias geminadas, que apresentam valores a oscilarem entre os 900 e os 944 euros / m². Os apartamentos em resorts são o segmento com a maior diversidade de preços a nível nacional. Segundo este estudo, neste segmento, o preço médio por metro quadrado oscila entre os 2.512 euros no sotavento algarvio (Faro, Olhão e Vila Real de Santo António) e os 5.182 euros, na região do Triângulo Dourado. De referir que os resultados obtidos foram segmentados por apartamentos, moradias geminadas, residências isoladas e lotes de terreno.

Fonte: Prime Yield / IRG / Vida Imobiliária

Prime Yield. Damos Valor ao Seu Futuro. RICS